Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / ALIMENTO DA FÉ - 10/12/2018 - Saciados por completo

ALIMENTO DA FÉ - 10/12/2018 - Saciados por completo

“Todas as pessoas comeram até se fartarem. E foram recolhidos sete grandes cestos, cheios de pedaços que haviam sobrado”. Mateus 15: 37.
ALIMENTO DA FÉ - 10/12/2018 - Saciados por completo

 

Leia Mateus 15: 29 – 37.        

 

            Quando aprendemos a andar com Jesus, seguindo os Seus passos, podemos ter a mesma disposição e inspiração para andarmos com as outras pessoas respeitando as diferenças.

            Cristo sempre procurou trazer a cura para as pessoas que o seguiam, alguns não receberam por causa da incredulidade.

Cremos que todos nós precisamos de certa forma de cura. Algumas vezes esquecemos que estar na presença de Jesus é o grande tratamento para a cura definitiva das nossas vidas que ocorrerá somente na Plena manifestação de Deus e a implantação definitiva do Seu Reino.

Passados alguns momentos da nossa conversão pensamos que já somos bons o suficiente, mas esquecemos que tudo procede pelo fato de estarmos “ligados a videira” e sermos sustentados “pela santa raiz”. A cura acontece quando nos aproximamos de Cristo e permanecemos em Sua presença diariamente, então a manifestação da graça se torna real. Então passamos a fazer parte do processo da santificação, que nos possibilita enxergamos o Senhor.

            Jesus sempre nos chama, para nos saciar, pois em nenhum momento Ele quer nos “enviar”, sem que antes tenhamos desfrutado da “vida plena”, a qual somente podemos experienciar, quando permanecemos ligados N’Ele.

            Se não estivermos nos alimentando diariamente do “Pão do Céus”, que é Cristo, esmoreceremos no caminho e não poderemos testemunhar da graça com eficácia.

            Neste texto Jesus não apenas curou o físico de diversas pessoas, mas procurou alimentá-los, para que fizessem a caminhada para retornarem a suas casas.

            À medida que nos esforçamos para crescer cada dia mais em todas as áreas de nossa vida, através da oração e comunhão, com Cristo, evitamos um futuro colapso espiritual em nossas vidas, àquilo que nos faz desanimar e querer voltar atrás. Pois nestes momentos de meditação e comunhão poderemos experimentar a paz interior, paz que excede a toda compreensão. 

Em sua vida pública, nosso Senhor sempre procurou nutrir e curar as pessoas que estavam próximas, bem como aos seus discípulos.

Ele também enviou os apóstolos para que fossem instrumentos de cura, nutrindo-os e alimentando-os com a verdade. Depois da multiplicação dos sete pães e dos dois peixes, Ele mesmo não os distribui; Ele os dá aos seus discípulos, para que entreguem ao povo. O que temos recebido de Cristo precisamos repartir com as pessoas que nos cercam.

Todos nós recebemos o toque curador de Jesus e fomos alimentados com o “pão do céu”. Que possamos repartir com outras pessoas que precisam tanto quanto nós de um toque de Cristo. Como seria bom se as pessoas pudessem amar a Jesus através do nosso testemunho.

Que saciados por completo, vivamos a missão proposta por Deus em todos os momentos.

 

Oração:   Senhor, somos felizes por termos o privilégio de estarmos em Sua presença. Declaramos que o amamos e temos recebido do Teu imenso amor que nos capacita a vivermos a “vida plena”. Amém