Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / ALIMENTO DA FÉ - 16/01/2019 - Entendendo o momento.

ALIMENTO DA FÉ - 16/01/2019 - Entendendo o momento.

“E foram para uma casa. E afluiu outra vez a multidão, de tal maneira que nem sequer podiam comer pão”. Marcos 3: 20.

 

 

 

Leia Marcos 3: 20 – 21.           

 

 

            Uma das coisas essências da vida cristã é de que nunca estamos sozinhos neste mundo, temos o “Divino Companheiro do Caminho”, que está conosco todos os dias. Dentro desta realidade, mesmo diante das intempéries da vida, sabemos que: “... Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor”. Romanos 8: 39. O tempo passa a não ser mais um vilão, mas sim uma dádiva de Deus.   

            A importância do tempo. O tempo é um presente precioso de Deus. Só perceberemos essa importância quando não tivermos tempo suficiente. Muitas pessoas vieram ao Senhor e pediram cura, conselhos, ajuda e orientação. Cristo ciente das necessidades procurou ajudá-las, aproveitou a oportunidade para alcançá-las em amor. Ele sabia quão precioso era o momento.

Hoje vemos muitas pessoas que desenvolve a inteligência, habilidades artísticas ou esportivas, e querem saber como usar seus dons e talentos para ajudar a outros. No entanto, eles não se importam muito em saber como usar da melhor maneira o tempo que nos foi dado. Mas quando nos apresentamos diante do Senhor, um dos primeiros pontos que temos de explicar é como temos usado o nosso tempo investindo nas coisas de Deus. “remindo o tempo (aproveitando cada oportunidade), porque os dias são maus”. Efésios 5:16.

Cristo sabia da importância do tempo. Cristo veio ao mundo para salvar o que estava perdido e nos libertar de nossos pecados. Ele sabia que o tempo na terra é curto, deveria estar aqui por apenas 33 anos, dos quais apareceria em público por três anos. Queria realizar muitas coisas. Não podia voltar no tempo. Ele concordou em estar conosco como ser humano nas mesmas condições que nós.

Seu tempo era limitado e sua missão era usá-lo para nos ajudar a alcançar o céu. Cristo nos ensinou pelo exemplo que a vida terrena leva à eternidade. Há uma conexão entre o modo como vivemos nossa vida presente e a felicidade ou infelicidade de nossas vidas futuras.

            Ele está fora de si. Está foi a conclusão dos parentes de Jesus. Muitas pessoas não veem a conexão entre este mundo e o próximo. Eles acham que o único mundo que importa é este mundo. Viver para a eternidade é um pensamento estranho para elas. Não entendem que estão aqui com um propósito, que eles têm uma missão, uma missão que os prepara para a eternidade.

Mas Cristo entendeu isso muito bem, e não se importou que suas atitudes não fossem aceitas, até mesmo pelos membros da Sua família. Cristo nos ensina que somente se pode ser feliz,  aquele que é verdadeiramente racional é capaz de usar os poucos anos que lhe foram dados para realizar os ensinamentos e a vivência do evangelho de forma mais profunda e perfeitamente possível; se empenhando apaixonadamente em conhecer e amar a Cristo, abandonando seu humor e paixões egoístas e sensuais; e claramente reconhecer e cumprir a missão dada por Deus.

 

Oração: Jesus, Te agradecemos por teres andado nesta terra, mostrando para nós o valor do tempo. Percebemos que o tempo é tão curto para se preparar para o céu. Mesmo tendo o tempo limitado para fazer qualquer coisa, que possamos fazer o nosso melhor para Deus. Amém.