Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento da Fé - 19/09/2018 - Igreja, corpo vivo de Cristo!

Alimento da Fé - 19/09/2018 - Igreja, corpo vivo de Cristo!

“Jesus subiu a um monte e convocou para si aqueles a quem Ele queria. E eles foram para junto dele”. Marcos 3:13.

 

Leia Marcos 3: 13 – 19.      

 

            Nossa mente e o nosso coração precisam estar abertos para atendermos o chamado de Cristo, aceitando o “Ide” como marca do nosso amor para com Ele, o que autenticará o nosso discipulado.

            Imediatamente após o encontro com muitas pessoas, Marcos registra que Jesus chama alguns para que o seguissem de forma mais próxima, estes foram os que formaram o grupo dos discípulos. Estes seriam cooperadores de Cristo em Sua missão, de fazer a vontade do Pai Celestial e demonstrarem alívio para as pessoas deste mundo, através do amor.  

            Para que isto se tornasse realidade era imperativo a comunhão com Deus. Isto foi demonstrado por Jesus, pois o chamado não acontece sem antes um período profundo de oração no monte. A montanha é sempre um lugar que simboliza o encontro com Deus, mas também de sujeição a vontade divina.

            Jesus chama um grupo de homens para que possam não simplesmente aprender, mas andar com Ele, estar junto em um relacionamento de compartilhamento de vida e não apenas de instruções.

            Marcos enfatiza: “vs. 14. E escolheu doze, qualificando-os como apóstolos, para que convivessem com Ele ...”. v.  King James. Ele não está interessado apenas que os discípulos entendam a respeito da missão. Ele quer que aqueles que forem enviados, primeiramente sejam seus companheiros.

            Sem andarmos com Cristo não podemos ser frutíferos no Reino de Deus. Nem poderemos ser bênçãos na vida de outras pessoas, se tão somente seguirmos às regras, sem que o nosso coração esteja completamente voltado e desejoso de andar intimamente com Jesus.

            O primeiro e mais básico requisito para qualquer discipulado é estar com Jesus de coração. Todo discipulado frutífero depende de estarmos ligados a videira verdadeira. Precisamos de forma pessoal estarmos ligados pela fé ao Senhor, deste momento então a missão acontece de forma prazerosa.

            Algo interessante acontece. Marcos chama todos os apóstolos pelo nome. Ele expressa que Jesus sempre chama indivíduos, não as massas. Ele sabe quem Ele está chamando e os ama. Ele os busca não por suas capacidades intelectuais, mas pela disposição e desejo de andar com Ele em todos os momentos.  

            Neste andar livre e espontâneo com Cristo ocorre uma troca real e fortalecedora em amor. Isso é de fundamental importância para nós, é neste momento que nos tornamos Igreja. A Igreja não é primeiro uma instituição, mas um organismo vivo de indivíduos, um corpo de muitos membros, cada um em sua relação mais íntima com Jesus, que é a cabeça e o coração deste corpo. É a sua força vital que traz a vida e nos faz expressarmos a Sua graça como Igreja a este mundo.

 

Oração: Senhor que nosso andar contigo seja sempre renovado em amor e que não andemos de modo automático. Que a cada dia busquemos ter um relacionamento mais genuíno contigo. Que o nosso coração esteja em sintonia com a Sua vontade. Amém.