Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / ALIMENTO DA FÉ - 20/12/2018 - Amor para com Todos!

ALIMENTO DA FÉ - 20/12/2018 - Amor para com Todos!

“E com muitas outras palavras João entusiasmava as multidões e lhes pregava as Boas Novas”. Lucas 3: 18.
ALIMENTO DA FÉ - 20/12/2018 - Amor para com Todos!

 

Leia Lucas 3: 10 – 18.          

 

            Vivemos em tempos desafiadores, onde a paciência e o amor são constantemente testados. E em muitos momentos falhamos. Precisamos que o Senhor nos conceda a graça para vencermos estes desafios e mantermos a fé nestes dias trevosos.

            Quando vivemos como cristãos o grande obstáculo e mantermos a justiça como base do nosso relacionamento para com Deus e para com o próximo.

            João Batista aponta dois níveis de justiça que pautam os relacionamentos humanos. No primeiro nível, ele recomenda aos coletores de impostos e soldados que fiquem satisfeitos com o salário que recebem, e não permitam que a corrupção tome forma em seus corações.

No segundo nível ele descreve que é necessário que compartilhemos nossa abundância com os necessitados. A pergunta que temos que fazer é: Temos mais do que o necessário para vivermos? Como diz a propaganda; precisamos nos desapegar das coisas. Precisamos muito menos do que imaginamos, pra vivermos uma vida com satisfação.

O que poderíamos compartilhar hoje com as pessoas que nos cercam? Alguém escreveu: “Se eu passo fome é um problema meu, se meu irmão passa fome o problema espiritual é meu”.

Será que temos uma vida accessível ao outros? Todo tipo de pessoas vinham até João Batista para pedir conselhos. Ele procurava atender a todos, mesmo diante das próprias adversidades.

Eram pessoas que estavam com fome, não de alimento físico, mas de encontrarem significado para a vida. Eles estavam sendo desafiados a uma conversão, uma mudança radical de vida.

As mesmas inquietações acorrem na vida das pessoas hoje. Talvez sejam cristãos que não estejam mais encontrando em suas comunidades uma espiritualidade prática. Perderem o foco de uma vida significativa. Quer estejam conscientes disso ou não, todos buscam a Cristo "que revela a plena humanidade ao ser humano".

Encontrando o motivo certo. Ao expressar amor e justiça, João queria preparar o povo para a vinda do Messias. Se os corações não estivessem abertos para Deus e ao próximo, eles não seriam capazes de aceitar a poderosa mensagem de Cristo. O amor prepara o coração para as sementes do evangelho. Se o nosso relacionamento com Cristo não tem sido desafiante, devemos perguntar: “Como está nosso amor, para com o Senhor e ao próximo?” A chave para a autodescoberta exige que eu primeiro e principalmente cuide das coisas de Deus e dos outros.

            “34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. 35 Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros”. João 13: 34 - 35.

            O mandamento é novo, pois a cada dia a manifestação da presença de Cristo nos desafia a vivermos sem egoísmo, sabendo que todos nós somos iguais, e que diante da graça de Deus, não cabe nenhum tipo de arrogância.

 

Oração: Senhor que nestes dias que antecedem ao Natal, possamos compreender com mais clareza o Teu exemplo de humildade, que o fez deixar toda Tua glória e tomando a forma humana, nasce em uma manjedoura. Amém.