Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 21/06/2018 - Buscai e Achareis

Alimento de Fé - 21/06/2018 - Buscai e Achareis

“E Jesus perguntou-lhe: “Mulher, por que estás chorando? A quem procuras?”. João 20: 15.

 

Leia João 20: 11 – 18.   

 

                No Antigo Testamento Deus se revela como sendo o Bom Pastor. Cuidando, alimentando, socorrendo nos momentos de perigos e fortalecendo para que o povo não se espalhassem, mas permanecessem como sendo um grande rebanho. Ele escolheu o melhor lugar para Seus povo, e sempre proporcionava descanso para eles.

                No Novo Testamento Jesus assume o papel do Bom Pastor, que veio para promover  todo o cuidado devido. Quanto ao cuidado cremos que este não é o problema, a dificuldade é quando nós deixamos de ouvir a voz do bondoso Pastor e enveredamos por caminhos que “parecem ser bons”. A certeza que temos é que o Mestre nunca desiste, mesmo quando desistimos e Ele se deixa encontrar, quando o buscamos. Seu desejo é estar sempre perto de nós, ofertando tudo que Ele conquistou na obra da Cruz.

                Maria Madalena foi até o sepulcro para ver onde Jesus, tinha sido enterrado. Talvez estava num processo de negação quanto a morte do Mestre, anestesiada pelo processo do luto e pela dor que lhe dilacerava o coração. Depois de um certo tempo ela volta para casa e avisa aos demais discípulos que a pedra do sepulcro havia sido removida.

No segundo momento em que ela retorna ao túmulo, algo interessante aconteceu. Mesmo em meio a dor e choro, ela toma coragem e olha para dentro do sepulcro e tem uma visão de dois anjos, sentados onde antes estava o corpo de Jesus. Diferentemente dos demais seguidores de Jesus, ela não retorna para sua casa, havia um desejo se encontrar com o Senhor.

  Cremos que isto demonstra a perseverança desta mulher. Será que temos a mesma disposição de buscar e continuar a busca-Lo mesmo que as circunstancias sejam adversas e o choro e a dor insistam em permanecer. Se nestes momentos nossa disposição em encontrar a Cristo, vencer a tendência de se entregar e desistir com certeza não só o encontraremos, mas podermos desfrutar de Sua presença abençoadora.  Para isso é preciso colocar todas as nossas forças e atenção, pois é uma tarefa extremamente importante, porém difícil.

A quem procuras?” Maria, imaginando que fosse o jardineiro, rogou-lhe...”   Não é fácil reconhecer Jesus, quando deixamos que nossos sentimentos falem mais alto. Deus se manifesta de muitas maneiras, então precisamos estar atentos.

Mesmo que houvesse em Maria Madalena o desejo de buscar encontrar Jesus, ela criou em sua mente uma imagem e quando Cristo se manifesta de uma outra forma, ela não o reconhece. Nós também em muitos momentos idealizamos a forma como Deus vai ou pode agir e negligenciamos a Soberania de Deus. Esquecemos dos momentos em que fizemos a oração do “Pai Nosso” e pedimos, “Seja Feita a Tua Vontade”.

Com Cristo, temos tudo o que realmente precisamos. Não há mais nada necessário. Como podemos ser discípulos, ser um bom exemplo de amor, paciência, pureza, se não o buscarmos em oração? Como podemos comunicar Cristo aos outros se não o encontrarmos primeiramente? Esta é uma tarefa muito importante, devemos buscar a Cristo todos os dias. A amizade com Jesus é um presente, uma graça especial, então precisamos busca-Lo sempre.

 

Oração: Senhor obrigado pelo privilégio de poder buscá-Lo e alcança-Lo. Agradecemos por não haver exigências absurdas a não ser a fé. Ajude-nos a mantermos a fé e confiança em Ti. Amém.