Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 22/05/2018 - Inconsistência da Fé

Alimento de Fé - 22/05/2018 - Inconsistência da Fé

“Jesus lhes disse: "Venham comer". Nenhum dos discípulos tinha coragem de lhe perguntar: "Quem és tu? " Sabiam que era o Senhor. João 21: 12.

 

Leia João 14: 7 – 14.

 

            Jesus após a ressurreição tem um encontro com os discípulos. Para estes homens foi algo inesperado, pois pensavam que o Mestre estava morto, por isso retornaram a sua antiga atividade, a pesca.

            João o discípulo amado descreve que esta não é a primeira vez que Jesus aparece após vencer a morte. Já havia notícias e um bom grupo dos seguidores de Cristo já o haviam visto. Porém, percebemos a inconsistência da fé ao ver os discípulos retornando aos seus afazeres, embora tivessem o conhecimento da ressurreição de Jesus.

            Percebemos então que o conhecimento se não for misturado com fé, não resulta em vida Plena. Estes homens que conheceram e andaram com o Mestre, estavam tão frustrados, que resolveram pescar e mesmo sendo experientes nesta arte não conseguiram nada. Embora tivessem o conhecimento da ressurreição estavam agindo como se não fosse verdade.

            Em muitos momentos somos assim também, temos muito conhecimento, mas agimos tendo como base os nossos sentimentos, neste momento revelamos que há uma inconsistência em nossa forma de crer.

            Nossa vida com Deus não se sustenta apenas com informações, pois existem coisas na caminhada cristã que são incompreensíveis. Ter uma dose de conhecimento é bom, mas quando misturamos com fé, se torna experiencial. Como afirma o apóstolo Paulo: “Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica”. II Coríntios 3: 6.

            A fé não é apenas um acessório para o conhecimento, ela é fundamental para termos uma percepção de vida que não poderemos obter de uma outra forma. Jesus disse aos Seus discípulos: “O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos digo são espírito e vida”. João 6: 63.

            Os discípulos que voltaram a pesca tinham conhecimento de que certos fatos inexplicáveis haviam acontecido, Jesus havia se manifestado de várias formas, e que a morte não conseguiu impedir Sua missão, porém tal compreensão gerou apenas uma fé inconsistente.

            Para ser cristão é preciso ter fé, fé não é um salto no escuro. A fé é um salto para os braços do Pai, mesmo quando a escuridão nos impede de enxergá-Lo. A fé não é um antídoto contra todas as mazelas da vida, mas sim a convicção de que: “ainda que andemos pelo vale da sombra da morte, não temeremos mal algum”.              

            Os discípulos são orientados a jogarem a rede do lado direito do barco, e assim o fizeram, então obtiveram peixes em abundância. Então eles chegam a conclusão É o Senhor”. Àqueles que antes estavam entristecidos se alegram, porém queremos ressaltar que a fé veio, mas foi sustentada no compartilhar da refeição. “Venham comer”.

            No livro de Apocalipse nos diz que o Senhor bate à porta do coração e quando alguém abre Ele irá cear com ele.  Apocalipse 3:20.  Neste texto é descrito o tipo de refeição. Aqui se fala do jantar; na antiguidade está refeição era a mais importante, pois era o momento em que as famílias estavam reunidas, desfrutando de comunhão, contando suas histórias, repartindo suas vidas.

            Além do conhecimento para termos uma fé mais consistente precisamos de passar mais tempo em oração e comunhão com o Senhor. Os momentos em que passamos indo a igreja, não revela nem 10% da nossa espiritualidade. Na verdade quando vamos para o templo, o objetivo é de expressarmos a nossa espiritualidade, é um reflexo da nossa busca diária pela presença e vontade soberana do Senhor. E a nossa caminhada solitária representa mais de 90% da nossa vida cristã. A fé se torna mais vigorosa no encontro com Cristo diariamente. 

 

Oração: Senhor que a cada dia possamos desfrutar de Tua presença, e que através deste relacionamento possamos ser revigorados na fé, esperança e amor. Sabemos que todas as manhãs Tu estás conosco, que através desta comunhão encontremos força para prosseguirmos. Amém.