Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 24/05/2018 - Do que precisamos para ter Fé

Alimento de Fé - 24/05/2018 - Do que precisamos para ter Fé

“Então lhe perguntaram: "Que sinal miraculoso mostrarás para que o vejamos e creiamos em ti? Que farás?” João 6: 30.

 

Leia João 6: 30 – 35.

 

           Em alguns momentos de nossa caminhada cristã, precisamos orar como àquele pai que chega até a presença de Jesus e pede para que o filho seja curado, e quando indagado se possui fé para que isto aconteça ele é sincero e diz: “Imediatamente o pai do menino exclamou: "Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!". Marcos 9: 24.

            No texto que que lemos a multidão quer acreditar em Jesus. Talvez eles percebam, que na vida precisamos de muito mais, do que simplesmente satisfazermos as “necessidades básicas”.

            Neste momento eles afirmam que se o Mestre fizer algum sinal que seja sobrenatural, que não se possa explicar então crerão. A proposta vem com uma citação do Antigo Testamento, quando Deus envia para o povo o maná”; uma expressão hebraica que podemos interpretar como sendo “o que é isto”?

            Todos nós em algum momento da vida já tivemos está atitude: Precisamos de um sinal para saber se devemos fazer tal coisa ou não. Queremos um sinal para entendermos a vontade de Deus. Um sinal que nos ajude a decidir de forma correta, para que no futuro evitemos preocupações. Não se preocupe, na vida de todo o ser humano em algum momento essa demanda às vezes surge.      

            Jesus entendendo a necessidade destas pessoas de ter um sinal, afirma: “Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome; aquele que crê em mim nunca terá sede”. João 6: 35. Ele sabe que a multidão precisa ser nutrida. Da mesma forma que o pão alimenta o corpo, nosso espírito precisa de um alimento que nutra a fé. A multidão sente isso, eles estão com fome de um fortalecimento de sua fé. E como o pão para o corpo vem da terra, o pão para o espírito procede dos altos céus.

A multidão sente isso e sabe que eles não podem adquirir este pão; ela pede a Jesus por isso. Porque Jesus foi o único que desceu do céu; Ele mesmo é o sinal de que a multidão está morrendo de fome. A multidão reconheceu isso aqui. Em vez de repreender, Jesus se abre para a multidão e responde das profundezas de seu divino coração, EU SOU O SINAL QUE VOCÊS BUSCAM.

            Ele é o Pão da Vida, foi para isso que Ele veio, sua missão, nutrir os corações com fé, e levar-nos a caminharmos rumo a eternidade. Jesus se revela como a origem e a meta de todo ser humano, como o caminho, a verdade e vida.

A fé precisa somente de uma interação plena com a pessoa de Jesus. Nenhum outro sinal será necessário quando temos a convicção de que Cristo é tudo o que diz Ser e pode fazer tudo o que Ele disse que poderia fazer.

“Jesus respondeu-lhes: ‘Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas” Mateus 12: 39.

Que sinal é este que Jesus afirma já ter dado? A comparação aqui é bem simples. Na história vemos que Jonas é engolido por um peixe grande, e fica um período de três dias, e depois é lançado novamente a terra.

Jesus morreu, ficou três dias no sepulcro, mas depois deste período ressurgiu dentre os mortos, para trazer uma nova vida para todos nós, a experiência do NOVO NASCIMENTO.

Lemos no livro de Efésios “Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus;”. Efésios 2: 8. Alguns estudiosos se perguntavam quanto a este texto: “O que não vem de nós?”. Então chegaram à conclusão que nem a graça nem a fé vem de nós, ambas as coisas são dons de Deus. Por isso não precisamos mais de sinais para crermos. Jesus é o maior sinal de Deus para nós.

 

Oração: Senhor te agradecemos por Ter feito tudo por nós, não precisamos de nenhum outro sinal, o que queremos é mais intimidade contigo, para que possamos crescer na fé, fé que recebemos como um dom. Amém.