Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 25/06/2018 - Pequena, mas com grande impacto

Alimento de Fé - 25/06/2018 - Pequena, mas com grande impacto

“Embora seja a menor dentre todas as sementes, quando cresce chega a ser a maior das plantas, e se torna uma árvore, de maneira que as aves do céu vêm aninhar-se em seus ramos”. Mateus 13: 32.
Alimento de Fé - 25/06/2018 - Pequena, mas com grande impacto

 

Leia Mateus 13: 31 – 35.   

 

            Jesus procura através de parábolas explicar o Reino de Deus aos seus ouvintes. Ele escolheu as ocorrências diárias que as pessoas por terem familiaridade poderiam entender melhor. Na parábola, Jesus compara o potencial de crescimento do Reino de Deus, como um grão de mostarda. Embora este grão seja uma das menores sementes que existe, ao cair na terra e germinando produz uma planta surpreendente. Mas aqui apesar de ser uma aula, Jesus não está dando um curso de agronomia. A intenção é demonstrar a ação quase imperceptível do Reino de Deus que está chegando. Este novo Reino está sendo semeado no coração das pessoas, e precisa crescer. O que tem acontecido ao reino de Deus em nossos corações? Temos cultivado e cuidado da pequena semente de fé? Temos alimentado está pequena semente através de um relacionamento pessoal e profundo com Deus, que é a fonte de todo crescimento. Se isto estiver acontecendo até mesmo uma pequena porção de fé, dirigida a pessoa do Senhor será mais do que suficiente.

            Jesus continua ensinando através das parábolas e compara o Reino ao fermento utilizado para fazer pães. A parábola do fermento alude à ação positiva do Reino Celestial. O reino de Deus age como um fermento em toda a sociedade. Em comparação com a massa, a proporção de fermento parece que não fará nenhuma diferença e rapidamente parece que foi sufocado pela medida de farinha.

No entanto, conforme a massa vai sendo sovada pacientemente e com perseverança, o fermento passa a permear toda a massa, fazendo com que ela mude.

Esta parábola é um desafio. Somos chamados a sermos como o fermento. E mesmo sendo poucos, temos de cumprir o nosso chamado e desafio de pregarmos o evangelho. Precisamos da ousadia do Espírito Santo para entendermos que o Reino de Deus já conquistou o mundo, mesmo que não possamos ver, mas o fermento está trabalhando, Deus tem trabalhado neste mundo e logo haverá uma grande transformação.

Parece que é algo tão pequeno. Sentimo-nos um pouco pressionados, gostaríamos de fazer a diferença, de colocar algo em ação. Mas então vemos os obstáculos que parecem ser maiores do que a esperança de um feliz sucesso do nosso projeto. Muitas vezes nos assustamos. Mas Deus se mostra no processo de criação e salvação. Todos os dias podemos perceber como grandes coisas podem sair das pequenas coisas, se formos pacientes e confiantes. Se levarmos Deus para o nosso projeto. A antecipação do grande, que certamente podemos esperar, deve acender nossos corações e fornecer a energia necessária para ousar o menor começo, para conseguir algo grande com a ajuda de Deus. “Pois quem despreza o dia dos humildes começos, esse alegrar-se-á ...” Zacarias 4: 10.

 

 

Oração: Pai, agradecemos pois, mesmo quando as coisas parecem tão pequenas o Senhor de modo assombroso as transforma em grandiosas. Dê-nos a confiança e perseverança para acreditarmos que mesmo parecendo como uma pequena semente ou como uma porção de fermento, Teu Reino já está entre nós e que Seu Reino é: “... justiça, paz e alegria no Espírito Santo”. Romanos 14: 17. Amém.