Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 26/06/2018 - Erva daninha

Alimento de Fé - 26/06/2018 - Erva daninha

“Mas uma noite, enquanto ele dormia, seu inimigo veio e semeou espinhos entre o trigo”. Mateus 13: 25.
Alimento de Fé - 26/06/2018 - Erva daninha

 

Leia Mateus 13: 36 – 43.   

 

                Precisamos estar atentos ao falar do Senhor aos nossos corações, e através da presença do Espírito Santo receber a orientação para permanecermos em Seu amor.

                A parábola da boa semente traz esclarecimentos de como será o final das coisas. Podemos comparar com uma visão apocalíptica. Cremos que talvez seja este o motivo do Mestre não falar publicamente e se dirigir particularmente ao círculo exclusivo dos seus discípulos. Pensamos em duas possibilidades para este momento. Primeiro Jesus os prepara para a realidade de que haverá um “fim dos tempos” e eles precisam “permanecer motivados”, apesar de todas as adversidades que insistirão em aparecer.  

                Nesta parábola, a semente representa pessoas sendo plantadas no campo de Deus. O próprio Jesus envia os filhos de seu reino ao mundo como uma boa semente. Todos os cristãos são estas sementes, escolhidas pelo Senhor. Por isso precisamos ser diligentes e bons cooperadores, para produzirmos bons frutos, para a glória do Pai.

            Mas existem outras sementes plantadas, são as ervas daninhas. Erva daninha é o termo utilizado para descrever uma planta, muitas vezes, mas nem sempre, exótica, que nasce espontaneamente em local e momento indesejados, podendo interferir negativamente na agricultura.

                Na parábola a erva daninha é chamada de joio, que é uma tentativa do mal para confundir a e atrapalhar a obra de Deus. Como filhos de Deus, vivemos lado a lado com o mal neste mundo, porém não podemos nos acostumar, nem achar que isto é normal. Essa convivência causa muitos problemas e muito sofrimento. Alguns podem se perguntar: O que Deus estava pensando? Não poderia erradicar as ervas daninhas desde o começo? Ele é onipotente! Deus, por outro lado, permite que o bem e o mal cresçam juntos até a colheita. Mas então a diferença será muito clara, porque todos terão mostrado com suas decisões livres, que tipo de semente se tornaram. Então os ceifeiros que são os anjos, pois os mesmos apenas obedecem e não tem preferências pessoais, farão a separação. Antes deste momento a separação se dará a partir do momento que escolhemos trilhar o caminho de Deus em oposição ao sistema do mal, enraizado neste mundo em muitos corações.  

                Como podemos tirar proveito deste ensinamento? Qual a lição que Jesus nos transmite para hoje sobre Deus? Primeiro ensinamento, em todos os momentos Deus nos dará orientação e provisão para vivermos a vida apesar do mal que é gerado neste mundo. Segundo ensinamento é a certeza de que o Senhor conhece a nossa situação neste mundo, nossas lutas e dores e que Ele nos capacita para combatermos o bom combate. Terceiro ensinamento é de que apesar do mal insistir em tentar atrapalhar, Deus tem todo o controle, não há imprevisto no plano D’Ele.  

                Pensando de forma positiva, somos capacitados a vivermos neste mundo, como boa semente, como filhos de Deus, crendo que nosso futuro já foi preparado, independentemente do mal que encontramos diariamente. Cresceremos e daremos frutos maduros, então Deus nos dará recompensa abundante no dia da colheita, e alcançaremos grande glória. Esta parábola é relevante para a fase atual da igreja para que ela se mantenha saudável e não perca a fé genuína.

 

Oração: Senhor obrigado por nos tornares boas sementes para o Teu Reino. Mesmo quando nos sentimos rodeados por uma floresta de ervas daninhas e o medo nos faz pensar que seremos esmagados por ela, Seu amor nos renova a mente e alivia o cansaço, então continuamos a caminhada da fé.