Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / Alimento de Fé / Alimento de Fé - 27/06/2018 - Dedicação

Alimento de Fé - 27/06/2018 - Dedicação

“Há realmente apenas uma coisa necessária com que devemos nos preocupar. E Maria descobriu o que é, e ninguém pode tirar isso dela!”. Lucas 10: 42.
Alimento de Fé - 27/06/2018 - Dedicação

 

Leia Lucas 10: 38 – 42.    

 

                Muitas vezes o nosso amor para com o Senhor e tão frágil que qualquer coisas nos afasta da Sua presença. Nos falta dedicação. Precisamos despertar diariamente e fazermos a melhor escolha, estar com Jesus.

                O Senhor estava caminhando para Jerusalém e chegando perto de uma aldeia, Ele resolve visitar Marta e Maria. Aqui Marta aparece com uma das personagens principais, porque ela leva Jesus para sua casa e começa a fazer coisas para o Mestre. Já Maria senta-se aos pés de Jesus e presta atenção a cada uma de Suas palavras. Toda a atenção é para o Senhor, ela ouve atentamente cada frase, ela dedica cada minuto a estar com Jesus, e não a fazer coisas para Ele.   

                Naquele momento todas as demais coisas perderam a importância. A atitude de Maria é de alguém que quer aprender, absorvendo cada palavra do Mestre. Claramente ela coloca Jesus em primeiro lugar em sua vida.

Será que hoje temos a mesma dedicação. Estamos prontos e dedicados para ouvir Jesus, ou estamos tão distraídos que não percebemos que Ele quer a nós e não as coisas que possamos fazer para Ele. O fazer tem ser um reflexo da nossa permanecia em Sua presença. Quais as coisas que são “importantes” para nós? Temos dedicado tempo para estarmos aos pés do Mestre?

Marta teve uma outra reação. Jesus chegou com os doze discípulos, provavelmente estava com fome. Ela toma a iniciativa de preparar a refeição para este grupo. Não se diz que Marta não escutou as palavras do Mestre, provavelmente o lugar de preparo dos alimentos e o local onde Jesus estava eram os mesmos. Ela então está escutando e vendo o Mestre, mas está dividida com a tarefa de preparar os alimentos. Então percebendo que Maria está aos pés de Jesus, Marta insiste com o Senhor que precisa de ajuda.  Ele apenas diz que Maria escolheu a melhor parte e que isto não deveria ser tirada dela. Jesus não desvaloriza a devoção de Marta de forma alguma, mas ela não deve desviar sua irmã Maria, cada uma delas fez a escolha que achavam ser melhor no momento.

                Marta e Maria são irmãs, e ambas querem adorar a Jesus, porém de forma muito diferente na devoção, ações e tarefas, mas com igual intenção e devoção. Ambas são jovens mulheres, ambas querem servir a Jesus. Elas reconhecem que na presença do Senhor existe riquezas insondáveis.

                Cremos que a mensagem principal desta passagem pode ser entendida da seguinte maneira. Existem diferentes vocações. Todos nós somos discípulos do Senhor, e os ministérios correm de forma paralelo e não deve haver comparação, ou tratados de forma superficial e colocados um contra o outro. Jesus nos ama da forma que somos, Ele quer nossa devoção pessoal e ministério, mesmo que àquilo que fazemos pareça sem sentido, os padrões de Deus não são deste mundo.

 

Oração: Senhor Tu nos conhece por completo. Conhece a nossa devoção em oração, mas que também haja dedicação no serviço diário ao próximo. Que haja em nós as obras de piedade, oração, consagração, meditação, porém que não falte os atos de misericórdia, demonstração de amor ao próximo. Amém.