Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / NO CENÁCULO / NO CENÁCULO - 23/01/2018 - PERDOADOS

NO CENÁCULO - 23/01/2018 - PERDOADOS

E, levantando-se, foi para seu pai. Vinha ele ainda longe, quando seu pai o avistou, e, compadecido dele, correndo, o abraçou, e beijou. Lucas 15: 20.

 

Leia Lucas 15: 11 – 32. 

 

Eu já estive na situação do filho pródigo. Experimentei momentos de arrependimento e remorso e humildemente voltei para casa. Ao ler essa parábola, sempre prestei mais atenção no filho pródigo e perdi o foco maravilhoso e transformador da passagem: o amor de Deus. Assim como o pai, nessa parábola, nosso Pai celestial tem um profundo amor por cada um de nós. Deus está olhando para a estrada, olhos apertados, inspecionando o horizonte. E, quando vê um coração se modificar ou um filho voltar para casa, ele não espera. Como o pai da parábola, Deus corre em direção a cada filho machucado. Ele nos acolhe em casa envolvendo-nos em amor. Não há discursos, repreensões nem penitências. Existe apenas o perfeito e incondicional amor do Pai.

Quando reconhecemos e aceitamos o amor de Deus, não precisamos viver em tristeza, vergonha ou arrependimento de nosso passado. Antes, podemos compartilhar o alívio do filho pródigo e viver no amor de Deus.

 

Oração: Amado Pai, ajuda-nos saber, que somos perdoados e ajuda-nos a receber leu amor. Em nome de Jesus. Amém.

 

Pensa incuto para o dia.

 

Hoje, eu não vou permitir que meu passado bloqueie minha visão do amor de Deus.

 

Oremos por alguém que esteja se esforçando para voltar para Deus. Stephen Johnson – Califórnia – EUA.