Você está aqui: Página Inicial / Pastoral / NO CENÁCULO / NO CENÁCULO - 25/01/2018 - NÃO ABANDONE A CONGREGAÇÃO.

NO CENÁCULO - 25/01/2018 - NÃO ABANDONE A CONGREGAÇÃO.

Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima. Hebreus 10: 25.

 

Leia Hebreus 10: 19 – 38. 

 

Aos 19 anos de idade, sai de minha cidade e fui para o Rio de Janeiro. Quando estava me despedindo de meus pais, minha mãe, que não sabia ler nem escrever, disse-me: Meu filho, não deixe de ir à igreja nem ande com más companhias.

O tempo foi passando, mas, em um sábado, radicalizei. Disse comigo mesmo: A partir de amanhã, não irei mais à igreja. No domingo, levantei bem cedo, antes da Escola Dominical, entrei no primeiro ônibus (eram lotações com 21 lugares que saíam do ponto geralmente lotado e só paravam no ponto final, a menos que houvesse lugar). Havia um lugar. Embarquei feliz da vida: não iria à Escola Dominical naquele dia. Quando saltei no ponto final, a primeira coisa que veio aos meus ouvidos foi às palavras de minha mãe: “Não deixe de ir à igreja nem ande com más companhias”. Foi o suficiente. Entrei na mesma lotação de volta e, com o coração apertado eu  saltei correndo e entrei na igreja. Naquele momento, estavam iniciando os trabalhos da manhã. Não mais abandonei minha congregação.

Jesus, na oração do Pai-Nosso, disse: “Não nos deixes cair em tentação”. A Bíblia ensina que a tentação jamais é uniforme. Ao contrário, ela é inteligentemente diversificada: a tentação da omissão, de cruzar os braços, de fingir que está dormindo, sem falar nesta que ataca alguns crentes no domingo de manhã - a de abandonar a própria congregação.

 

Oração: Senhor amado, ajuda-nos a fortalecer-nos com tua presença, com tua palavra, com teu poder. Fortalece nossa fé para que a tentação de abandonar nossas congregações não venha nos atingir. Em nome de Jesus, oramos. Amém.

 

Pensamento para o dia.

 

Deus se alegra quando reconhecemos nossos erros.

 

Oremos pelas pessoas que abandonaram suas igrejas. Oséas Fernandes – Cachoeiro de Itapemirim/ES.